Comunicado de imprensa

OVH Summit 2017 : «A OVH dota-se dos meios necessários para se tornar um líder mundial da cloud»

2017
Comunicado de imprensa
Portugal

corporate
Este ano, «aceleração» é a palavra de ordem da estratégia de expansão mundial da OVH. Com 1,5 mil milhões de euros de investimento previsto entre 2016 e 2020, o grupo prossegue a implantação da sua cloud à escala mundial. Entra assim numa nova fase, com o plano estratégico «Next Level». Este tem por objetivo atingir um volume de negócios de mil milhões de euros dentro de três anos. «A OVH é a única empresa de cloud europeia capaz de enfrentar os líderes mundiais» Na abertura do OVH Summit 2017, Octave Klaba , CEO e chairman da OVH, deu o tom. Nas suas palavras, «a OVH é a única empresa de cloud europeia capaz de enfrentar os líderes mundiais» . Novas geografias, novos datacenters, novos produtos, estimativa de mil contratações... Esta declaração está em sintonia com todos os eixos de desenvolvimento já anunciados pelo grupo. Sempre preocupado em oferecer ao cliente uma experiência adaptada às expectativas do mercado, e consciente da diversidade das necessidades de infraestruturas e de tratamento de dados, o líder europeu da cloud decidiu repensar a sua oferta, que passará a contar com três novas marcas, divulgadas nas próximas semanas:
  •  OVHcloud   foi pensada para acompanhar as empresas que procuram uma infraestrutura flexível e escalável baseada nas ofertas de cloud pública, privada ou híbrida. Inclui os servidores de alto desempenho da OVH para o tratamento de dados críticos.
  • OVHspirit foi criada para as empresas e as startups em fase de lançamento, assim como para as empresas mais maduras que desejam beneficiar dos Servidores Dedicados e dos VPS OVH com a melhor relação preço/desempenho, graças a fórmulas adaptadas ao mercado de cada país e a especificidades técnicas locais.
  • OVHmarket é a solução «Plug & Play» do grupo e oferece soluções completas e acessíveis a todas as empresas: web hosting, nomes de domínios, VoIP ou ainda xDSL.
Além disso, Octave Klaba anunciou uma nova oferta destinada aos grandes grupos que lhes permite beneficiar de todas as vantagens da cloud em datacenters totalmente privados e dedicados a um único cliente. " " Juntar os protagonistas do mercado para oferecer uma cloud aberta, livre e segura O OVH Summit 2017 foi também um momento para promover uma cloud mais aberta, reversível e interoperável. Esta iniciativa vai permitir às organizações que se concentrem nas suas estratégias digitais e no desenvolvimento de novos serviços, sem o receio de, mais tarde, se deixarem apanhar por silos. A OVH, com mais de duas dezenas de outros protagonistas da cloud que desejam uma cloud aberta, anuncia hoje o lançamento de uma iniciativa: a Open Cloud Foundation . Esta nova organização internacional irá abranger todas as especialidades do setor (fornecedores, utilizadores, centros de investigação, entidades públicas) e todas as esferas tecnológicas (IAAS/PAAS/SAAS/Cognition). As suas missões: promover a padronização tecnológica (e desenvolver a padronização em falta), participar no diálogo público relativo às normas e certificar os fornecedores que respeitem os valores da Open Cloud. Estes valores agrupam quatro conceitos essenciais:
  • A reversibilidade dos dados, para que o cliente tenha a liberdade de escolher, em qualquer momento, o seu fornecedor de infraestruturas e migrar sem que os seus dados sejam afetados.
  • A interoperabilidade : para tornar os dados compatíveis com o máximo de soluções oferecidas no mercado.
  • A proteção dos dados : de um ponto de vista legislativo, de acordo com o país em que esses dados estão localizados.
  • A questão da propriedade intelectual dos algoritmos desenvolvidos por um cliente nas infraestruturas de um fornecedor.
Assim, a Open Cloud Foundation aperfeiçoará as práticas e poderá acompanhar a evolução da regulação dos serviços cloud se necessário. Nos próximos 3 meses, a Open Cloud Foundation irá definir os seus estatutos, a sua governação e o seu roadmap para 2018. A era da cloud híbrida está finalmente a chegar, com soluções e produtos adaptados Este progresso da OVH no sentido de uma cloud aberta e interoperável teve origem nas necessidades do público e verifica-se em todas as inovações do grupo. Assim, os diretores técnicos da OVH anunciaram em palco as suas principais novidades: -Com a tecnologia Hybrid Cloud (HCX) os clientes da OVH passam a poder transferir de forma imediata as suas máquinas virtuais de um datacenter para outro, sem interrupção do serviço, ou até a partir da sua própria infraestrutura. Para os clientes não elegíveis ao vRack Connect, a HCX irá permitir conectar as infraestruturas de um cliente com um datacenter da OVH em qualquer parte do mundo. -De agora em diante, será possível encomendar servidores dedicados numa oferta OVH Cloud a partir da API OpenStack ou a partir do VMware Integrated OpenStack; portanto, a Private Cloud da OVH passará a ser compatível com OpenStack . -Um novo projeto de Functions as a Service , que permite ao cliente implementar uma função business em alguns cliques graças a uma arquitetura Serverless: Metrics, Logs Data Platform, Database-as-a-Service… -Uma nova geração de Load Balancer - para repartir as cargas em modo público, mas também em modo privado através do vRack - disponível na Área de Cliente, assim como as API OVH e Openstack. -Para responder às exigências do futuro, a OVH obtém a padronização necessária para desenvolver algoritmos de Inteligência Artificial e infraestruturas otimizadas para os suportar: GPU, FPGA, NVMe na Private Cloud, Public Cloud e nos Servidores Dedicados disponíveis ao nível mundial. -A certificação ISO 27 001 , que já foi atribuída à Private Cloud da OVH, será aplicada em breve às ofertas Public Cloud e Servidores Dedicados. Para ir mais longe no tema da segurança, a OVH anunciou a chegada de um novo nível de autenticação disponível aos seus clientes em todo o mundo: a YubiKey, baseada no padrão FIDO U2F, distribuída em primeira-mão durante o Summit. Estes anúncios complementam a orientação seguida pelo líder europeu da cloud ao longo deste ano em termos de: - Certificação HDS (para o alojamento dos dados de saúde) e PCI DSS (obrigatória para qualquer tratamento de dados bancários). - GPU no Cloud Desktop , para a utilização de aplicações com altos desempenhos gráficos. -O opensourcing das ferramentas OVH (Área de Cliente, assistente virtual, CDS, OVH Labs), numa ótica de aperfeiçoamento contínuo. O grupo recorre sobretudo ao Open Source para desenvolver os seus serviços e põe essa filosofia no centro da sua estratégia; o objetivo é encorajar os protagonistas das TI a testar e a partilhar as tecnologias atuais, de forma a estimular a inovação e acelerar o mercado. Pretendendo padronizar todas as tecnologias do futuro, sem exceção, a OVH reafirma a sua visão de mercado e confirma o seu compromisso com uma cloud aberta e que respeite os dados dos seus clientes. Desde que surgiu, a OVH reivindica que a opinião dos clientes é a fonte do seu desenvolvimento. Este quinto Summit coloca, mais do que nunca, os objetivos do grupo em perspetiva e confirma o sucesso do modelo da OVH, que continua a construir-se enquanto líder mundial da cloud. Press Contact: lorine.schieber@corp.ovh.com